Ementário

Metodologia de pesquisa (COM-101)
Métodos e técnicas de pesquisa em Ciências Sociais e o campo teórico da comunicação. Tendências da pesquisa em comunicação, abordagens qualitativas e quantitativas. O processo de pesquisa: aspectos conceituais e formais. A escolha do tema, o recorte temático e a construção de questões ou problemas da pesquisa. A elaboração de hipóteses e justificativas. A pesquisa empírica: a construção do objeto e cronograma de pesquisa. Procedimentos metodológicos: a relação teoria e metodologia.
Bibliografia:
ALVES-MAZZOTTI, Alda; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 1998.
BAUER, Martin; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes, 2002.
BECKER, Howard. Métodos de pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo: Hucitec, 1993.
DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (Orgs.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. 2.ed.  São Paulo: Atlas, 2012.
LAKATOS, Eva; MARCONI, Marina. Fundamentos de metodologia científica. 7a ed. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

 

Teorias do sentido e da interpretação
Abordagens históricas e sistemáticas das teorias da significação e da interpretação no campo da comunicação (semiótica/semiologia, análise do discurso e hermenêutica). Estudo das teorias dos signos no contexto das disciplinas do sentido, da interpretação/compreensão e da linguagem.
Bibliografia:
BARTHES, Roland. Elementos de Semiologia (trad. José Paulo Paes e Izidoro Blikstein). São Paulo: Cultrix (1988);
ECO, Umberto. Semiótica e Filosofia da Linguagem (trad. Annamaria Fabris e José Luiz Fiorin). São Paulo: Ática (1991);
HJELMSLEV, Louis Trolle. In: Prolegômenos a uma Teoria da Linguagem (trad. José Teixeira Coelho Neto). São Paulo: Perspectiva (1975);
PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica (trad. José Teixeira Coelho Neto). São Paulo: Perspectiva (1990);
RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa (3 volumes). São Paulo: Martins Fontes (2012);

 

Gêneros e narrativas midiáticas
Abordagens históricas e sistemáticas das teorias sobre os gêneros midiáticos. Os gêneros como estruturadores da recepção e da experiência estética das narrativas mediáticas. Análise da linguagem e dos elementos expressivos dos gêneros midiáticos em suas especificidades. Fronteiras e hibridismos entre gêneros.
Bibliografia:
ALTMAN, Rick. Film/Genre. London: BFI, 1999.
BAKHTIN, Michael. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1994.
BARONI, Raphaël. ?Histoires vécues, fictions, récits factuels?. In: L?oeuvre du temps. Paris: PUF. 2006.
FISKE, John. Television culture; Methuen, 1987.
FRITH, S. Popular music: Critical concepts in media and cultural studies. Nova Iorque: Routledge, 2004.

 

Comunicação, cultura e sociedade (COM-104)
Abordagens históricas e conceitos centrais das teorias da cultura, no contexto dos estudos em comunicação. Estudo das perspectivas históricas, antropológicas e sociológicas do conceitos de ?cultura?. As articulações conceituais e metodológicas das relações entre processos culturais e os fenômenos, meios e efeitos dos processos mediáticos.
Bibliografia:
ELIAS, Norbert. O processo civilizador (vol. 1). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1990.
GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 1978.
LATOUR, Bruno. Reagregando o social. Salvador: EDUFBA, 2012.
SENNETT, Richard. Carne e Pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. São Paulo:  Record, 1997.
THOMPSON, Edward. Costumes em comum: Estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Cia. das Letras, 1998.
WILLIAMS, Raymond. Cultura e sociedade. São Paulo: Nacional, 1969.

 

Teorias do contemporâneo (COM-105)
Estudos das diversas abordagens e matrizes teórico-conceituais da contemporaneidade, em suas particularidades, associadas ao estudo do universo mediático. Aspectos centrais de uma cultura da mídia segundo diferentes perspectivas.
Bibliografia:
APPADURAI, Arjun. Modernity at large: Cultural dimensions of globalization.  Minneapolis: University of Minessota Press, 1996.
BABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte, UFMG, 2003.
CRARY, Jonathan. Suspensions of perception: Attention, spectacle and modern culture. Cambridge (Mass.): The MIT Press, 1999.
GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Unesp, 1991.
KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru: EDUSC, 2001.

 

Seminário de doutorado
Desenvolvimento de atividades de reflexão e consolidação das pesquisas doutorais, através da discussão sistemática e crítica dos projetos associados a cada turma. Breve revisão de aspectos metodológicos fundamentais à pesquisa em Comunicação. Realização de seminários temáticos para apresentação e avaliação dos projetos de pesquisa dos doutorandos em fase pré-qualificação.
Bibliografia:
BERGER, Arthur. Media and communication research methods. São Francisco: SAGE Publications, 2014.
COMPÓS. Biblioteca online da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, s/d. Disponível em: http://www.compos.org.br/biblioteca.php.
FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL, Adriana. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2011.
JENSEN, Klaus (org.). A handbook of media and communication research: Qualitative and quantitative methodologies. Londres: Routledge, 2002.
MALDONADO, Alberto (Org.). Metodologias de pesquisa em comunicação: Olhares, trilhas e processos. Porto Alegre: Sulina, 2011.

 

Seminário Temático I e II (COM-108 e COM-109)
Discussão de temas da área da comunicação, particularizando-se um enfoque especial a critério do professor da disciplina e tendo em conta os projetos de pesquisa dos alunos.


Ementa:

Estudo das dimensões estéticas, cognitivas e tecnológicas da cultura dos meios de comunicação, focalizando as implicações semióticas, sensoriais, afetivas, subjetivantes e/ou de sociabilidade dos dispositivos midiáticos.
Os temas de pesquisa mais frequentes abordam: mediações tecnológicas e influências artísticas na modernização da percepção, do corpo e dos sentidos; história e genealogia das tecnologias da comunicação; aspectos sócio-culturais, identitários, subjetivantes, políticos e econômicos da cibercultura; regimes de sentido no campo das imagens e das sonoridades midiáticas.

Disciplinas:

 

Tecnologias da comunicação e sociabilidade
Estudo dos fenômenos comunicativos e dos processos sociais, analisando as problemáticas específicas da comunicação e seus modos de produzir experiências em diversos contextos socioculturais e políticos. Os modos de construção de identidade e de sociabilidade que se desenvolvem nas diversas práticas comunicativas alicerçadas em ferramentas técnicas, analisando as formas e os efeitos de sua apropriação.
Bibliografia:
CASTELLS, Manoel. A Sociedade em Rede . vol 2 O poder da identidade. SP, Paz e Terra,  1999
LEMOS, André. Cibercultura Tecnologia e Vida Social na sociedade contemporânea. Porto Alegre, Sulina, 2002
JONES, Steven. Virtual Culture: Identity and Communication in Cybersociety. Sage, London, 1997
RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre, Sulina, 2009
SMITH, Marc; KOLLOCK, Peter. Communities in Cyberspace. Routledge, London and New York, 1999

 

Tecnologias da comunicação e subjetividades
Estudo da produção de subjetividade nas práticas comunicativas, focalizando os dispositivos tecnológicos nelas envolvidos: teorias e análises de suas transformações históricas. Problematização da aparelhagem técnica e sua influência na configuração dos diversos modos de ser e estar no mundo.
Bibliografia:
FOUCAULT, Michel. A hermenéutica do sujeito (Curso no Collège de France em 1981-1982). São Paulo: Martins Fontes, 2006.
RIESMAN, David. A multidão solitária. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1995.
SENNETT, Richard. O declínio do homem público: Tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
ROLNIK, Suely. Cartografia sentimental: Transformações contemporâneas do desejo. Porto Alegre, Sulina, 2011.)
TAYLOR, Charles. As fontes do self: A construção da identidade moderna. São Paulo: Ed. Loyola, 1997.

 

Comunicação e experiência estética
Abordagens históricas e sistemáticas da interseção entre as teorias estéticas e a experiência da comunicação na cultura contemporânea: perspectivas teóricas e analíticas da crítica do universo de expressões estéticas no campo da comunicação. a dimensão estética dos processos comunicacionais na cultura mediática.
Bibliografia:
DEWEY, John. Arte e Experiência (trad. Murilo Otávio Rodrigues Paes Leme). São Paulo: Abril (col. Os Pensadores) (1985);
GUMBRECHT, Hans. Producão de presença. O que o sentido não consegue transmitir. Ed. Contraponto/PUC-Rio; 2010
PAREYSON, Luigi. Problemas da Estética (trad. Maria Helena Nery Garcez). São Paulo: Martins Fontes (1997);
PARRET, Herman. A Estética da Comunicação (trad. Roberta PIres de Oliveira). Campinas: Unicamp (1997);
SHUSTERMAN, Richard. Vivendo a Arte: o pensamento pragmatista e a estética popular (trad. Gisela Domschke). São Paulo: editora 34 (1998);

 

Comunicação e tecnologias
Estudo das teorias, escolas de pensamento e metodologias de análise que enfocam o papel das tecnologias da comunicação e da informação na modernidade e em seu momento atual. O debate em torno da noção de cibercultura e seus desdobramentos. As mídias móveis e as mídias sociais.
Bibliografia:
BOLTER, Richard; Grusin, Jay David. Remediation: Understanding new media. MIT Press, Massachussets, 1999
CASTELLS, Manoel. A Sociedade em Rede vol 1. A era da informação: economia, sociedade e cultura. SP, Paz e Terra,  1999
MARVIN, Carolyn. When old technologies where new. Oxford Univ Press, New York,  1988
McLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem (trad. Décio Pignatari). São Paulo: Cultrix (1979).
JONES, Steve. Doing internet research: Critical Issues and methods for examining the net. Sage Pub, California, 1999

 

Mídia e comunidades estéticas
Abordagens históricas e sistemáticas das teorias que abordam a intersecção entre produtos culturais midiáticos e processos de construção de identidades coletivas. A noção de comunidade estética segundo diferentes perspectivas. Gosto, experiência estética, afeto, disputas simbólicas, capital cultural e identidades. Dispositivos tecnológicos, redes sociais e cultura participativa.
Bibliografia:
BENJAMIN, Walter. ?A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica?. In: Obras escolhidas: Magia e Técnica, Arte e Política (v. 1). São Paulo, Ed. Brasiliense, 1994; pp. 165,196.
GIL, José.  A imagem-nua e as pequenas percepções: estética e metafenomenologia. Relógio d’Agua, Lisboa, 1990
JENKINS, Henry. Cultura da convergência. SP, ED Aleph, 2008
SHUSTERMAN, Richard. Vivendo a Arte: o pensamento pragmatista e a estética popular (trad. Gisela Domschke). São Paulo: editora 34 (1998);
SMITH, Marc; KOLLOCK, Peter. Communities in Cyberspace. Routledge, London and New York, 1999

 

Mídia e experiência sonora
Análises históricas e sistemáticas das teorias que abordam os aspectos midiáticos da experiência sonora e musical na modernidade. Articulações entre dispositivos tecnológicos e experiência sonora e musical. Metodologias para análise do campo musical e das audibilidades.
Bibliografia:
DE NORA, Tia. Music in everyday life. Cambrifge Press, N. Y. 2000
FRITH, Simon. Performing rites. Cambridge : Harvard Univesrity Press (1988) ;
HERSCHMANN, Micael (org.). Nas bordas e fora do mainstream musical : novas tendencias da música independente no início do século XXI. Rio : Estação das Letras e Cores (2012).
STERNE, Jonathan. The audible past : cultural origins of sound reproduction. Durham : Duke University Press (2003) ;
WISNIK, José Miguel. O som e o sentido : uma outra historia das músicas. São Paulo : Cia das Letras (1989) ;

 

Semiótica visual
O processo histórico da produção das representações visuais; as análises clássicas e o fenômeno da significação e do sentido das imagens; o debate sobre a tese da referência nas imagens; as contribuições estéticas na criação das representações visuais; as estratégias de informação e comunicação nas representações visuais; a questão da representação icônica, indicial e simbólica no contexto do espectador; metodologias propostas pela semiótica visual.
Bibliografia:
AUMONT, Jacques. A imagem. Campinas: Papirus, 2004.
ECO, Umberto. A estrutura ausente. São Paulo: Perspectiva, 2003.
GOMBRICH, E.H. Arte e ilusão: um estudo da psicologia da representação pictórica. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
JOLY, Martine. L?Image et son interprétation. Paris: Nathan, 2002.
OLIVEIRA, Ana Claudia. Semiótica Plástica. São Paulo, Hacker, 2005.


Tecnologias da comunicação e sensorialidades
Investigação acerca da percepção e da experiência sensorial, em seus vínculos com a produção de diferentes meios tecnológicos ao longo da história do Ocidente, com ênfase na passagem da modernidade à contemporaneidade. Emergência de novos regimes de sensorialidade e de imersão, no âmbito do processo de industrialização dos regimes de percepção, iniciado no século XIX.
Bibliografia:
CHARNEY, Leo; SCHWARTZ, Vanessa (org.). O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac & Naify Edições, 2001.
CRARY, Jonathan. Suspensions of perception: attention, spectacle and modern culture. Cambridge: The MIT Press, 2000.
CRARY, Jontahan. Techniques of Observer. On vision and modernity in the XIXth century. Cambridge: The MIT Press, 1992.
GUMBRECHT, Hans Ulrich. A modernização dos sentidos. São Paulo: Ed. 34, 1988.
MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

 

Imagem e poéticas tecnológicas
Adesão das tecnologias nas poéticas da imagem na modernidade e sua transformação na era da eletrônica. Imagens sintetizadas no computador e novas experiências perceptivas. A lógica da montagem inerente às artes e a composição das imagens na cultura digital. Relações entre as várias mídias audiovisuais e expansão de suas possibilidades estéticas. Deslizamentos por múltiplos suportes e hibridismos que implicam diferentes poéticas da imagem.
Bibliografia:
CHARNEY, Leo, SCHWARTZ, Vanessa R. O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac&Naify, 2001.
DOMINGUES,Diana (org.). A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. São Paulo: Unesp, 1997.
EPSTEIN, Jean. La inteligência de una máquina. Buenos Aires: Nueva Visión, 1960.
LUHMANN, Niklas. A realidade dos meios de comunicação. São Paulo: Paulus, 2005.
MACHADO, Arlindo. Máquina e imaginário: o desafio das poéticas tecnológicas. São Paulo: EDUSP, 1993.

 

Tópicos especiais
Abordagens monográfica de temas, aspectos ou autores relevantes nos campos das tecnologias da comunicação e da experiência estética.


Ementa:

Análise das relações entre comunicação, cultura e construções narrativas, tomando-as como partes das práticas sociais e culturais, em seus aspectos narrativos e discursivos, considerando questões relativas à mídia, poder, alteridade e identidade.
A partir desse recorte, os temas de pesquisa mais frequentes abordam: a comunicação em suas apropriações, mediações e atuações; a análise das mensagens midiáticas e dos processos culturais a elas associados, considerados sob o ângulo do circuito social da comunicação; tensões e processos de produção de sentido; o estudo de questões que tomem como problema as relações inscritas na dinâmica da cultura.

Disciplinas:

 

Comunicação política
Abordagens empíricas e teóricas das relações entre sistemas políticos e midiáticos; propaganda política e sistemas eleitorais; construção da imagem pública de agentes e instituições; as narrativas da política e as políticas narrativas dos meios de comunicação; mídia como instância de mediação e representação política; ativismo em rede e a ciberpolítica; mídia e estado; mídia e partidos políticos; estudos comparados de comunicação política.
Bibliografia:
BENNETT, W. Lance e ENTMAN, Robert M. (org.). Mediated Politics: Communication in the Future of Democracy. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.
FISHKIN, J. The Voice of the People: public opinion & democracy. Yale University Press, New Haven, 1995.
RUBIM, Antônio Albino Canelas. (Org.). Comunicação e política: conceitos e abordagens. Salvador, 2004.
SCHUDSON, Michael. Power of News. Cambridge: Harvard University Press (1996).
SWANSON , David L. e MANCINI, Paolo (org.). Politics, Media, and Democracy: An International Study of Innovations in Electoral Campaigns and Their Consequences. London: Praeger, 1996.

 

Estudos de jornalismo
Estudo das determinantes espaço-temporais e sócioculturais da produção jornalística rotineira; processos de formação e reconfiguração do campo jornalístico; jornalismo como prática cultural e discursiva; jornalismo como instituição política e entretenimento; jornalismo e narrativa; jornalismo como prática social e profissional; jornalismo e tecnologia.
Bibliografia:
BENSON, Rodney & NEVEU, Erik. Bourdieu and the Journalistic Field. Polity Press, 2005.
DAHLGREN, Peter and SPARK, Colin (eds). Journalism and Popular Culture. Londres: Sage, 1992.
TRAQUINA Nélson (org). Jornalismo: Questões, Teorias e ?Estórias?. Lisboa, Vega, 1993.
ZELIZER, Barbie. Taking Journalism Seriously: News and Academy.  Thousand Oaks: Sage, 2004.
HALLIN, Daniel C. &MANCINI, Paolo (org). Comparing Media Systems Beyond Western World. Cambridge & New York: Cambridge University Press, 2011

 

Mídia e conflitos
Mídia e formação de consenso e dissensos; meios de comunicação como arena e agentes dos conflitos; relações assimétricas entre variados tipos de agentes; mídia e a narração dos conflitos; mídia e radicalismo; mídia e apatia, mídia e regimes políticos; mídia e nacionalismo; mídia e colonialismo; mídia e violência; mídia e religião; mídia e etnia; mídia e gênero; mídia e raça;  mídia e classe social.
Bibliografia:
BAKTHIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo:Hucitec, 1999.
BAUMAN, Zygmunt. 1998 [1989]. Modernidade e Holocausto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998 [1989].
GILROY, Paul. 2000. Against Race – Imagining Political Culture beyond the Color Line. Cambridge: Harvard University Press/Belknap.
SAID, E.W. Orientalismo. O Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo, Ed. Companhia da Letras, 2007.
TODOROV, T. O medo dos bárbaros. Para além do choque de civilizações. Petrópolis. Editora Vozes:2010.

 

Estudos de recepção e etnografia dos meios
Estudo das principais abordagens teóricas sobre recepção dos meios de comunicação; a contribuição dos estudos culturais britânicos;estudos de recepção nos contextos latino-americano e brasileiro; o método antropológico e a virada etnográfica nas pesquisas de audiência; especificidades da prática etnográfica de diferentes mídias; limitações e potencialidades da etnografia on-line.
Bibliografia:
HALL, Stuart. Encoding/decoding. In: HALL, Stuart et al. (eds.), Culture, media, language: working papers in cultural studies, 1972-1979, p. 128-138. Londres: Hutchinson, 1980.
HINE, Christine. Virtual ethnography. Londres: Sage, 2000.
MILLER, Daniel e SLATER, Don. The internet: an ethnographic approach. Oxford: Berg, 2000.
MORLEY, David. Television, audiences & cultural studies. Londres: Routledge, 1992.
SILVERSTONE, Roger et al. Listening to a long conversation: an ethnographic approach to the study of information and communication technology at home. Cultural Studies, Vol. 5 (2), p. 204-217, 1991.

 

Comunicação e consumo
Estudo do processo histórico de consolidação da cultura de consumo nas sociedades moderna e contemporânea; principais teorias do consumo social; o circuito de bens como um processo social; consumo e produção de sentido; perspectivas antropológicas e sociológicas do consumo; relações entre consumo e produção de identidades; mídia e consumo; consumo, marketing e publicidade.
Bibliografia:
BARBOSA, Lívia e CAMPBELL, Colin (orgs.). Cultura, consumo e identidades. Rio de Janeiro, FGV, 2006.
BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo. A transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2008.
DOUGLAS, Mary e ISHERWOOD, Baron. O mundo dos bens. Para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro, ed. UFRJ, 2006.
MILLER, Daniel. Stuff. Cambridge, Malden: Polity Press, 2010.
SLATER, Don. Cultura de consumo e modernidade. São Paulo, Nobel, 2002.

 

Discursividades e narratividades midiáticas
As condições sociais de produção dos discursos; materialidade do discurso, interpretação e negociações simbólicas; os discursos midiáticos e suas formas específicas de discursividade; as relações entre a história, a narrativa e a narração; a temporalidade e os modos da narrativa; o problema das vozes narrativas; o circuito narrativo e a narrativa midiática como lugar de mediação e representação; narrativa e discurso
Bibliografia:
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
BARTHES, Roland. ?Introdução a Análise Estrutural da Narrativa?. In: Análise estrutural da narrativa. Petrópolis: Vozes, 1973.
FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1996.
ORLANDI, Eni. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.
RICOUER, Paul. Tempo e Narrativa, Vol. 1, 2 e 3. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

 

Mídia e território
Estudo das interfaces entre a comunicação e os estudos sobre espaço e território; comunicação e esfera pública; territorialidades contemporâneas e processos de subjetivação; a dicotomia espaço/lugar; as cartografias simbólicas da cidade; as narrativas da cidade e a cidade como discurso; comunicação, práticas simbólicas e ordenamento urbano na contemporaneidade.
Bibliografia:
APPADURAI, Arjun. Soberania sem territorialidade, in Novos Estudos CEBRAP,49, nov./1997.
AUGÊ, Marc. Por uma antropologia da mobilidade. São Paulo: Editorial Unesp, 2010.
HARVEY, David. Espaços de esperança. São Paulo: Ed. Loyola, 2004.
SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. São Paulo: Edusp, 2004.
SENNET, Richard. Carne e Pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. São Paulo: Record, 1997.

 

Comunicação, mediações e mediatização
Estudo das perspectivas críticas e multiculturalistas acerca dos processos midiáticos; as diferentes teorias das mediações sociais; antecedentes históricos; a tradição latino-americana do estudo de mediação; a mediatização na tradição anglo-saxônica; o evento e o ritual midiático; a mediatização e o papel da mídia e da comunicação na organização social.
Bibliografia:
COULDRY, Nick. Media Rituals: A critical approach. Londres: Routledge, 2003.
COULDRY, Nick. Media, Society, World: Social theory and digital media practice. Cambridge: Polity Press, 2012.
LUNDBY, Knut. (Ed.). Mediatization: Concept, changes, consequences. Nova York, NY: PeterLang, 2009.
MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. RJ, Editora da UFRJ, 1997.
SILVERSTONE, Roger. Television and everyday life. Londres: Routledge, 1994.

 

Comunicação e cultura midiática
Estudo de fenômenos ligados à cultura da mídia; a valorizaçãodo ?homem ordinário? e do cotidiano na mídia; a contribuição dos estudos culturais; o desenvolvimento das culturas fã; o estudo de subculturas; o fenômeno da celebridade na sociedade contemporânea; os eventos midiáticos; o entretenimento e o espetáculo na mídia; comunicação e cultura popular
Bibliografia:
FISKE, John. Understanding popular culture. New York: Routledge, 2010.
HALL, Stuart e JEFFERSON, Tony (eds.). Resistance through rituals: youth subcultures in post-war Britain. Londres: UnwinHyman, 1976.
JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2008.
KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru: EDUSC, 2001
MARSHALL, P. David (ed.). The celebrity culture reader. Nova Iorque: Routledge, 2006.

 

Tópicos especiais
Abordagens monográfica de temas, aspectos ou autores relevantes no campo dos estudos do cinema e do audiovisual.