Tipo Doutorado
Ano 2016
Orientador PROF.º DR.º kLEBER SANTOS DE MENDONÇA
Título HARUN FAROCKI PENSADOR E OPERADOR DE MÍDIAS
Resumo A presente tese expõe uma perspectiva da obra do cineasta alemão Harun Farocki (1944-2014) – constituída por filmes (ficcionais e documentais), ensaios, artigos, instalações artísticas, entrevistas, workshop –, a partir das questões e estratégias de teoria, método, trajetória estético-política, trabalho com arquivo e montagem e, por fim, naquilo que estas questões e estratégias – e sua visão de mundo –, contribuíram para pensarmos a modernidade (especificamente a partir dos estudos de mídia). Defendemos que sua obra, analisada globalmente, nos revela um cineasta que prima por ser um pensador e operador de mídias. Em todo o percurso da tese estaremos buscando os porquês e as decorrências disto, ponderando sobre: 1. A visão materialista-fenomenológica de cinema/mídias; 2. A posição ético-política de gesto de reconciliação prometeuepimeteu; 3. A noção de operar mídias dentro de um método-estilo que explora os aportes horizontal, transversal e transindividual; 4. A periodização de seu operar mídias em meio às influências, contextos e posições de autoria estética e política; 5. A dimensão específica do operar cinematográfico (Farocki como arqueólogo e montador); e 6. As contribuições da obra deste pensadoroperador no lugar em que mais movimentou questões e análises: estudos de mídias. Na conclusão, o pensador-operador de mídias Farocki nos leva a uma reflexão contemporânea: pensar a tecnoestética.

Visualizar anexo