Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7731342639757477


CV resumido
Jornalista, com mestrado, doutorado e pós-doutorado em Comunicação e Cultura (na Universidade Federal do Rio de Janeiro). Durante o mestrado e o doutorado, pesquisou temas como consumo cultural, gosto, cultura terapêutica e cultura da autoajuda. Atualmente, desenvolve pesquisa sobre produção de subjetividade e representação nas ficções seriadas televisivas.

Interesses de orientação

1) Televisão e novas mídias – novos modelos de distribuição, produção e consumo do conteúdo televisivo
2) Ficção Seriada – produção, distribuição e consumo de séries televisivas e seus paratextos
3) Representações midiáticas – estudos sobre representação e estereótipos nos artefatos midiáticos
4) Produção de subjetividade – influência dos produtos midiáticos nos processos de subjetivação
5) Consumo cultural – práticas de fãs, sociabilidade e produção de sentido no consumo midiático

Projeto de pesquisa:

Gênero, interseccionalidade e discursos sobre qualidade na ficção seriada televisiva contemporânea

Resumo: Este projeto tem como objetivo investigar as representações de gênero na ficção seriada televisiva, a partir da percepção de que há variadas problemáticas referentes à apresentação de personagens femininas na televisão contemporânea. Alguns desses problemas remetem a estereótipos há muito difundidos, outros se ligam a questões mais debatidas atualmente, a respeito da ideia de interseccionalidade, que leva em consideração temáticas que envolvem, também, raça, nacionalidade, sexualidade, classe social etc. Analisamos como a representação considerada mais “progressista” a respeito da mulher e de outras minorias políticas tem sido usada como chave explicativa para a categorização de determinadas produções como “de qualidade” e o impacto que esse tipo de leitura exerce nas próprias obras e no entorno discursivo verificado a partir delas, existente, sobretudo, na crítica especializada e nas comunidades de fãs dessas séries.

 

Publicacões

Castellano, Mayka.; Meimaridis, Melina ; Ferreirinho, Gabriel . Dramas televisivos de prestígio e masculinidade. COMUNICAÇÃO & INOVAÇÃO (ONLINE), v. 20, p. 76, 2019.

Castellano, Mayka.. Criando gênero: o discurso sobre criação de meninos e meninas na autoajuda de aconselhamento parental. E-COMPÓS (BRASÍLIA), v. 22, p. 1, 2019.

Castellano, Mayka.; Pinho, João Pedro ; Noronha, Iara . “Netflix, eu te amo!”: o capital emocional no relacionamento entre a empresa de streaming e os consumidores-fãs. REVISTA FRONTEIRAS (ONLINE), v. 20, p. 404-417, 2018.

Castellano, Mayka.; Meimaridis, Melina . Mulheres difíceis: a anti-heroína na ficção seriada televisiva americana. REVISTA FAMECOS (ONLINE), v. 25, p. 1-23, 2018.

CASTELLANO, MAYKA. Vencedores e fracassados: o imperativo do sucesso na cultura da autoajuda. 1. ed. Curitiba: Appris, 2018. 214p

Castellano, Mayka.; Meimaridis, Melina . Weaponizing Nostalgia: Netflix, Revivals, and Brazilian Fans of Gilmore Girls. In: Kathryn Pallister. (Org.). Netflix Nostalgia Streaming the Past on Demand. 1ed.Lanham: Lexington Books, 2019, v. 1, p. 169-184.


Castellano, Mayka.
; Machado, Heitor . ‘Please come to Brazil!’: The practices of RuPaul’s Drag Race’s Brazilian Fandom. In: Niall Brennan e David Gudelunas. (Org.). RuPaul’s Drag Race and the shifting visibility of drag culture. 1ed.: Palgrave Macmillan, 2017, v. 1, p. 167-178.


Orientações em andamento

MESTRADO

Alexis Matos Parrot. Rumo ao fracasso: Representações do loser na sitcom. Início: 2022.

Caio Amaral. Identidade nerd e geek e políticas de exclusão: a receptividade a super-heróis LGBTQ nas Histórias em Quadrinhos. Início: 2020.

João Pedro Pinho Gomes Thiago. Semiautobiografia, legitimidade e estética realista em séries televisivas. Início: 2019.

Leticia Tarciso Marinho da Silva. Feminismo e ficção seriada televisiva: a representação da mulher prostituta em séries. Início: 2020.

Lucas França Maciel Priori. Aprenda a ser rico: Análise acerca da difusão do neoliberalismo em vídeos no Youtube. Início: 2022.

Matheus Vieira Gomes Bibiano. Deslocamentos na representação do homem negro na ficção seriada televisiva: masculinidades, negritude e o antiheroísmo. Início: 2019.

Victor Hugo Liporage Gradim de Souza. A ausência de pluralidade nas salas de roteiro de ficção seriada brasileira. Início: 2022.

 

DOUTORADO

Bárbara Camirim Almeida Lopes. A great day in Hollywood? Narrativas negras nas séries televisivas contemporâneas dos Estados Unidos. Início: 2019.

Daniel Rios Silva. Séries Fracassadas: Reconfigurações dos indicadores de sucesso na era da televisão não-linear. Início: 2020.

Gabriel Cannechio Ferreirinho. Sobre gênero e prestígio: explicitando os processos de legitimação institucional de ficções-seriadas. Início: 2020.

Luiza de Mello Stefano. Apropriação da linguagem dos memes pela grande mídia e sua dinâmica na cultura televisiva. Início: 2020.

Vinícius Machado Miguel. Masculinismo à Brasileira: Uma análise dos podcasts masculinistas brasileiros no youtube. Início: 2022.

 

Skip to content