Currículo Lattes:  http://lattes.cnpq.br/6382966782640472
Link no site do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1629895009106886

 

CV resumido
Graduada em Ciências Sociais, Mestre e Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi pesquisadora visitante (pós-doc) na McGill University, Canadá (2008) e no King’s College, U.K. (2015/2016).
Tem experiência de ensino e pesquisa na área de Comunicação, Cultura e Tecnologias, com ênfase na sub-área temática de som, música e cultura digital. É pesquisadora PQ do CNPq desde 2000.

 

Interesses de orientação
Música e cultura pop em cenários locais e globais
Som, Música e cultura digital
Materialidades e afetos das práticas musicais
Gêneros e cenas musicais de periferia
Disputas de valor e gosto nos fandoms musicais

Projeto de pesquisa

Materialidades, vínculos e performances das cenas musicais no ambiente das plataformas digitais
Partindo da premissa de que as cenas musicais podem ser entendidas como redes associativas híbridas e heterogêneas, formadas por atores humanos e não-humanos, interessa-nos investigar aspectos estéticos e identitários das redes constituída por celulares, YouTube e cenas musicais brasileiras “de periferia”, em diálogo com aspectos da Teoria das Materialidades, da Teoria Ator- Rede, dos Estudos de Som  e da Sociologia da Música, tendo em vista as suas implicações para a revisão e proposição de teorias e metodologias no campo de Estudos de Som e Música.

 

Publicacões

PEREIRA DE SÁ, S.POLIVANOV, B. B. . DJ Jesus Luz?!Controvérsias, capital subcultural e performance de gosto em uma cena de música eletrônica.. Famecos, v. 23, p. 1-18, 2016.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/20971

PEREIRA DE SÁ,  S. Apropriações low-tech no funk carioca: a Batalha do Passinho e a rede de música popular de periferia. Revista Fronteiras (Online), v. 16, p. 28-37, 2014.

http://revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/fem.2014.161.04

PEREIRA DE SÁ, S.. The Numa Numa Dance e Gangnam Style: videos musicais no Youtube em múltiplas mediações. Galáxia (São Paulo. Online), v. 28, p. 159-172, 2014.

http://www.scielo.br/pdf/gal/v14n28/v14n28a14.pdf

PEREIRA DE SÁ, S.CUNHA, S. E. . Controvérsias do funk no YouTube: o caso do Passinho do Volante. Revista Eco-Pós (Online), v. 17, p. 1-14, 2014.

https://revistas.ufrj.br/index.php/eco_pos/article/view/1401

PEREIRA DE SÁ, S. Contribuições Da Teoria Ator-Rede Para A Ecologia Midiática Da Música // Contributions Of Actor-Network Theory To The Media Ecology Of Music. Contemporanea (UFBA. Online), v. 12, p. 537-555, 2014.

http://www.portalseer.ufba.br/index.php/contemporaneaposcom/article/view/12402

SÁ, SIMONEMIRANDA, GABRIELA. Brazilian Popular Music Economy Aspects: The Baile Funk Circuit. IASPM Journal (Journal of the International Association for the Study of Popular music), v. 3, p. 9-18, 2013.

http://www.iaspmjournal.net/index.php/IASPM_Journal/article/view/596/pdf_2

PEREIRA DE SÁ, S. Ando meio (des)ligado? Mobilidade e mediação sonora no espaço urbano. E-Compós (Brasília), v. 14, p. 1-20, 2011.

http://www.compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/viewFile/666/524

PEREIRA DE SÁ, S. Funk carioca: música eletrônica popular brasileira?!. E-Compós (Brasília), v. 10, p. 3, 2007.

http://www.compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/view/195/196

LIVROS:

PEREIRA DE SÁ, S; CARREIRO, R.; FERRARAZ, R. (orgs.)

Cultura Pop – Salvador, EDUFBA/COMPÓS, 2015

http://www.compos.org.br/data/Cultura_pop_repositorio.pdf

PEREIRA DE SÁ, S.- Baiana Internacional – As mediações culturais de Carmen Miranda. RJ, MIS/FAPERJ, 2002

 

Orientações em andamento

DOUTORADO

Leonam Casagrande Dalla Vecchia. “Por uma Lógica Audiovisual da Música Pop: Fluxos Estéticos no Videoclipe Pós-Televisivo entre o Global e o Local “. 2020.

Luana Inocêncio. “LET PASSINHO HAPPEN: videomemes musicais, comunidades digitais e performances de gosto em torno do indie rock e funk”. 2017.

Pauline Alves Saretto. “Feminismos e cultura do cancelamento nos gêneros musicais populares periféricos feminejo e funk”. 2022.

Rodolfo Viana de Paulo. “A dança do samba dos malandros: performances e tensões dos passistas masculinos das escolas de samba”. 2018.

Romulo Vieira da Silva. “Conexões Lusófonas do RAP: discurso rítmico, digitalidades e intercâmbios na Lusofonia”. 2019.

 

MESTRADO

Camila Estephania Pereira Rodrigues. “‘Eu tô só calado’: as dinâmicas estético-midiáticas do processo de embranquecimento do brega funk”. 2022.

Marcos Vinicius de Araujo da Silva. “Preto é pop: resistências, estruturas de opressão e a sub-representação midiática”. 2021.

Tamiris de Assis Coutinho. “Poderosa, empresária, foda, milionária: a construção e manutenção da ‘artista marca’ para fortalecimento da mulher na indústria musical do funk”. 2022.

Skip to content