Alékis de Carvalho Moreira

“Gosto (não) se discute”: Perspectivas humano-algorítmicas a partir do Spotify e da “Descobertas da Semana”

Caio Melo da Silva

Ficção seriada no YouTube: um ensaio conjectural sobre as webséries brasileiras

Jackeline da Costa

A representatividade negra para crianças: o caso do desenho animado Clube

Leandro Stoffels

Transviadagens pop-periféricas: videoclipes, artivismos bastardos e territórios populares

Pauline Alves Saretto

“O QUE HÁ DE FEMINISTA NO FEMINEJO? Gênero musical, identidades de gêneros e disputas dentro da música sertaneja”

Andreson Henrique da Silva

Original Olinda style: a construção de um terrítorio simbólico afetivo pela cena musical olindense

Deborah Rodríguez Santos

Cubaleiros nas mídias digitais: fluxos narrativos e trânsitos identitários de cubanos no Brasil

Érica Ribeiro Gama

Apenas recordações? Desenvolvimento e configuração do vídeo de casamento como gênero audiovisual

Melina Meimaridis

“One Chicago”: instituições ficcionais e Comfort Series na televisão estadunidense

Thiago Pereira Alberto

But Don’t Forget The Songs That Saved Your Life”: The Smiths, YouTube e nostalgia no pop contemporâneo

Régis Wendel Rabelo Luccas

Para acompanhar seu dia: Controvérsias e negociações entre o consumo das playlists situacionais do Spotify e o gosto musical

Tsai Yi Jing

Bolsolixo versus Malddad: o uso dos memes para campanha negativa apócrifa no Twitter nas eleições de 2018

Skip to content